Condomínio com problemas

Condomínio com problemas, justiça determina inspeção e reparos em condomínio de São Carlos, SP

Residências têm vários problemas com rachaduras, trincas e infiltrações. Caixa Econômica Federal e construtora tem 30 dias para cumprir decisão.

A construtora Riwenda Negócios Imobiliários Limitada e a Caixa Econômica Federal (CEF) foram obrigadas pela Justiça a fazer uma inspeção no condomínio residencial São Carlos 8, em São Carlos (SP). A decisão é do dia 10 de abril e foi divulgada nesta terça-feira (22). O Ministério Público entrou com uma ação para que as casas, que têm rachaduras e infiltrações, passassem por melhorias na estrutura. A CEF informou que vai cumprir a decisão. Já a construtora não foi encontrada para comentar o assunto.

A juíza Carla Abrantkoski Rister, da 1ª Vara Federal, em São Carlos, deu prazo de 30 dias para que a decisão seja cumprida.  A CEF e a construtora deverão verificar as falhas e tomar as providências para os reparos. Em caso de descumprimento, será aplicada uma multa diária de R$ 5 mil.

Ao todo, são 216 casas divididas em dois condomínios. Em outubro do ano passado, o procurador da República Ronaldo Ruffo Bartolomazi  solicitou aos profissionais da USP uma perícia nas moradias. Nessa vistoria foi constatado vários problemas na estrutura das casas, como infiltrações e rachaduras, porém, em um primeiro momento o juiz não viu problemas nas casas e não prosseguiu com o inquérito. No dia 25 de março, o procurador entrou com outra ação, mas desta vez com um relatório da Defesa Civil de São Carlos relatando os problemas que podem causar risco para os moradores.

CEF e construtora

A assessoria de imprensa da CEF informou que cumprirá a decisão judicial dentro do prazo definido. Procurados, os responsáveis pela construtora estavam em reunião e não comentaram a determinação.