Coleta seletiva em condomínios

Coleta seletiva em condomínios. Nosso meio ambiente é o bem mais precioso que existe, temos o dever de cuidar bem do planeta, para que as futuras gerações possam aproveitá-lo também.

E uma das maneiras mais efetivas que colaborarmos com o meio ambiente é fazer uma boa gestão dos nossos resíduos. Por isso, a coleta seletiva em condomínios é tão importante. Ela permite que um grande número de pessoas se junte em torno de um objetivo que só trará benefícios a elas, ao planeta, ao meio ambiente.

Como preparar o condomínio para a coleta seletiva

Ter um plano de ação é fundamental para que a coleta seletiva seja bem sucedida. O ideal é que os moradores interessados formem uma comissão, dessa forma, as decisões não ficam tão dependentes do síndico. É importante que essa comissão seja referendada em uma assembleia, que também aprove a implementação da coleta seletiva.

A comissão deve decidir itens como:

  • O lixo reciclável será separado por material (papel, plástico, vidro, metal, embalagem longa vida) ou todos recicláveis na mesma lixeira? Em geral, há mais adesão quando o projeto prevê  os recicláveis na mesma lixeira;
  • Como essa separação será feita? O condomínio pode distribuir sacos de cor diferente para os materiais recicláveis, assim não há confusão por parte dos funcionários;
  • Os funcionários do condomínio irão retirar o material reciclado dos apartamentos ou haverá uma lixeira grande, separada por material, para os próprios condôminos depositarem ali os resíduos? Nesse caso, deve-se levar em conta o preço da lixeira;
  • Onde o lixo reciclável vai ser acondicionado até ser coletado?
  • Quem irá retirar a coleta seletiva do condomínio? Seja uma ONG, cooperativas ou empresa, o importante é que haja compromisso na coleta dos recicláveis;
  • Há também empresas que prestam consultoria para o condomínio implantar um programa de reciclagem. Os custos vêm acompanhados de farto material de divulgação, e de seis meses de apoio ao projeto.

Durante a tomada dessas decisões é importante que se leve em conta:

  • O espaço que irá receber os reciclados deve ser ventilado, já que esses materiais são bem inflamáveis;
  • O local deve conseguir abrigar certo volume de lixo, já que cooperativas, empresas ou ONGs em geral retiram de 1 a 2 vezes por semana;
  • Esse ponto também deve ser de fácil acesso tanto para os funcionários do prédio quanto para aqueles que irão retirar o material;
  • Esse material pode ser acondicionado em bags ou contêineres. Veja se na sua cidade a prefeitura oferece algum incentivo para quem deseja implementar a coleta seletiva.

Orientações para os moradores sobre como fazer a Coleta Seletiva

Como separar o lixo corretamente?

  • Depois de consumir o produto, passe uma água na embalagem para retirar resíduos – melhor se a água já for usada, como aquela que sai da máquina de lavar;
  • Certifique-se que o material está limpo. Depois de sair da sua unidade, a embalagem ficará estocada com várias outras por certo período, até que a ONG ou cooperativa venha retirá-la;
  • Não misture materiais a serem reciclados com lixo orgânico – restos de comida, papel higiênico, cascas de fruta;
  • Deixe claro qual saco contem que tipo de lixo para que não haja mistura entre os materiais na hora do seu recolhimento;
  • Pronto! O meio ambiente agradece a sua colaboração!

Fonte: Síndico Net